Skip to main content Skip to search

Archives for Autoestima e Realização Pessoal

Coisas que eu sei e que talvez você ainda não saiba

Quando o repórter do Jornal O Globo realizou uma entrevista comigo e perguntou “Rosalia, conte algo que não sei” a minha resposta foi: “A riqueza está em seis centros do nosso cérebro”.

Este é um dos grandes ensinamentos que aprendi com a neurociência e que acredito que vocês ainda não sabem. Porém esta situação foi mais uma oportunidade de levar até vocês aquilo que tenho feito há mais de 30 anos: traduzir a neurociência para o cotidiano da vida.

Read more

Autoestima – O que é ser um vencedor?

O que é ser um vencedor? Vencer o outro ou vencer a si mesmo?
O foco na excelência em tudo que se faz, parece ser o ingrediente que leva naturalmente ao caminho do sucesso e a uma autoestima consistente.
A busca pela aprovação externa, se torna um fardo muito difícil de carregar e você corre o risco de perder o mais importante ingrediente para se diferenciar dos demais – sua autoestima elevada.

Read more

Auto estima – Eu e o meu Face. Um “book” da parte boa da minha vida.

Auto estima é diretamente relacionada a nossa percepção de quanto somos aceitos. O facebook foi e é este sucesso, por ter por trás essa necessidade humana aprovação. Em todos os contextos aparecem a nossa necessidade de aprovação. Quem não quer ser aceito, apreciado e amado que atire a primeira pedra!!!!!

É exatamente assim, que aumentamos as nossas doses de auto estima.

Read more

Como ter autoestima: os melhores recursos, as melhores respostas, vem de dentro de você

Como ter autoestima está diretamente ligado a forma como você se relaciona com o que já existe de melhor em você. Seus melhores recursos, capacidades e respostas para a vida. E é isso que fabricará a sua realização pessoal.

Na média as mulheres estão com dificuldades de encontrarem parceiros comprometidos.
Na média uma empresa leva 5 anos para firmar-se no mercado.
Na média as pessoas tem dificuldade de emagrecer.
Na média as pessoas não vivem mais de 100 anos.

Você quer fazer parte da média ou prefere ser exceção? Você quer a insatisfação ou realização pessoal?

Você tem a opção de viver um ano na média ou um ano em que você foge da regra – foge das estatísticas e foge do seu passado, do que sempre acontece ou do que sempre aconteceu.

A nossa realidade é construída silenciosamente e de forma consistente por nossa fonte constante de pensamentos, nunca paramos a produção, temos uma fábrica de ideias, montando cenários que depois vamos experimentar.

Você já começou sua produção para 2017, quer você tenha consciência ou não. Você já está alimentando positivamente ou não a sua autoestima. Você já está construindo os tijolos da sua realização pessoal.

Temos uma fábrica de ideias, montando cenários que depois vamos experimentar.

 

Sua fábrica está à todo vapor, construindo resultados para o seu corpo, para a sua autoestima, para as suas finanças, para os seus relacionamentos, para a sua realização pessoal, para sua paz… tudo está em andamento dentro de você.

As matérias da sua fábrica estarão expostas gradualmente ao longo do novo ano, para você e todos ao seu redor, apreciar, elogiar, se surpreender, se emocionar… ou não.

Criar novidades, surpresas, exceder o padrão normal, é vencer a repetição do que sempre foi ou o do que dizem que deve ser. É vencer a realidade atual, quando ela é insatisfatória e vencer as suas previsões medíocres.

Liberte-se dos Eu não posso, não tenho as condições, não sou suficiente.
Libere-se para os EU POSSO, EU TENHO, EU SOU SUFICIENTE. É isso que irá alimentar sua autoestima.

A sua fábrica terá melhores matérias primas para uma construção surpreendente e milagrosa
Tudo que você quer ter no mundo externo, começa com uma representação interna do seu mundo interno. As pessoas e coisas no mundo, na maioria das vezes, são representações e projeções de uma parte interna sua.

As coisas que você percebe existem de verdade, é claro, mas como elas são e se comportam depende enormemente de como você as MODELA na sua cabeça… e é disso que se constitui o seu mundo e é isso que irá construir uma autoestima poderosa e todos os ingredientes para a sua realização pessoal.

autoestima
Você está reagindo ao mundo, aos outros, às opiniões, ou você tem acesso a melhor resposta que vem de dentro de você?

Muitas vezes nos vemos envolvidos com tarefas a cumprir, objetivos a alcançar, uma corrida por conquistar… nos deixamos ir no piloto automático e nem sabemos porque estamos lá.
É mais válida a reflexão, do que estar ativo a todo momento. Se você encontra um lugar de paz em você, você pode deixar o mundo passar de vez em quando.

Se você souber escutar sua voz interior ela sabe o melhor caminho, a melhor tarefa, a melhor escolha.

 

audio autoestima

Clique no banner e escute um trecho dessa palestra.

 

São 7 bilhões de seres humanos diferentes, que sinal do universo e que respeito por nós, por você! Fez você único. Sabe por que? Para que você possa se expressar assim, com a sua unicidade, com o seu jeito.

Pense nisso agora e eleve sua autoestima já.

Para dirigir a sua fábrica e modelar os seus resultados.Você não precisa seguir a ” manada” .

Seja 100% você em tudo que você é e em tudo que você não é. Deixe sua marca única e original. O mundo precisa de você sendo você. O mundo precisa de mais autenticidade, que leva a felicidade.

As melhores respostas, os melhores recursos, estão dentro de você. Valorize-se e saia das médias estatísticas, surpreendendo o mundo e a você mesmo.

Fiz um vídeo onde falo sobre os melhores recursos e como ter autoestima.
E se você gostou desse artigo, deixe seu comentário aqui embaixo.

 

ASS ROSALIA

 

Rosalia Schwark
Psicóloga Especialista em Neurociência
Criadora do Método Movimento Perfeito

 

 

BANNER KIT AUTOESTIMA

Você está precisando reduzir a sua voz crítica interna e produzir a aceitação, o ingrediente necessário para você produzir superações constantes e sentir-se bem com você mesmo? Conheça nosso Kit Autoestima.

Read more

O Poder da Consciência

Se me pedissem para deixar apenas uma mensagem para os meus descendentes, antes de partir desta experiência de vida, eu diria: Aprenda a usar o poder da sua Consciência.

Quando agimos e decidimos com consciência- e assim dominamos nossos impulsos e nosso padrão condicionado de ser, que se manifesta inconscientemente, nos tornando sempre iguais ao que fomos no passado – somos muito poderosos.

Foi por este motivo que criei o método do Movimento Perfeito. Minha vida e experiência profissional foram marcadas por aquelas pessoas que venceram seus aprendizados passados sobre si mesmas e sobre o mundo e, por consciência, optaram por caminhos mentais mais produtivos.

O poder da consciência deve ser trabalhado todos os dias, caso contrário somos dominados por nossos condicionamentos e por nossa estrutura cerebral e mental voltadas para enfrentar ameaças. Somos condicionados estruturalmente por nosso cérebro a evitar o perigo para nos preservar. O negativo de tudo isto é que qualquer experiência nova pode ser automaticamente vista como perigosa e, então, ao invés de nos abrirmos para o novo, para o excitante em nossas vidas, para a inovação, congelamos de medo e ficamos nas mesmas condições, na zona de conforto, e as experiências se repetindo. Não vivemos o novo de cada dia, de cada pessoa, de cada ano de vida, vivemos repetindo e repetindo os mesmos padrões continuamente e inocentemente esperamos por um milagre, por encontrar pessoas melhores e que nos entendam melhor e está espera é muito longa e é natural que, neste meio tempo, busquemos culpados externos para nos convencer que não somos tão responsáveis assim.

A ciência é nossa aliada em demonstrar o poder excepcional de criar soluções e resultados quando aprendemos a dominar a qualidade de informações que enviamos para o nosso cérebro. Este trabalho não consiste na base frágil do pensamento positivo. É muito mais do que isto: é consistentemente aprender a dominar as mensagens que transmitimos através de afirmações inconscientes e crenças condicionadas e com técnicas mentais, desenvolver estados de concentração, ativação da intuição,ativação da motivação e gratificação, elevação da química cerebral, equilíbrio do humor e estado de espírito.

A cada momento nós estamos moldando nossa realidade com pensamentos, crenças, atenção e imaginação e, quando queremos vivenciar e materializar algo que desejamos, nossa mais poderosa ferramenta é a nossa própria consciência. Quanto mais nos liberamos de crenças limitantes e de emoções tóxicas que embotam nossa consciência, mais habilitados nos tornamos para produzir intenções claras e resultados satisfatórios.

Comece seu processo de conscientização refletindo sobre esta questão:

“Os eventos da minha vida refletem quem eu sou”. Escolha uma situação que lhe aconteceu hoje e veja como ela reflete você . Os eventos da sua vida refletem quem você é. Quando você deseja que os eventos mudem, você deve mudar o que produz o reflexo – VOCÊ.

A temporada 2010 dos Encontros de Educação Emocional é um formato para você aprender a usar o poder da sua consciência, sair da escola do Medo e matricular-se na escola Visionária do Movimento Perfeito. Cada encontro, uma aula de conscientização, uma terapia para sua evolução, uma forma de tirar nota 10 em qualidade de vida física, mental e emocional.

Espero sempre por você, Rosalia.

Read more

Educando as Emoções

Você pensa e fala mais sobre o que quer, ou mais sobre o que não quer?

Tudo que acontece na sua vida é resposta dos seus pensamentos e da história que você conta sobre sua vida.

Quando você deseja sucesso e não está experimentando, você no fundo acha que tem algo errado. Este forte sentimento de discordância amplia sua consciência de que você não está tendo o que quer e isto coloca em ação um componente contraprodutivo que evoca inveja sobre aqueles que estão tendo mais sucesso ou, pior, você se autorrecrimina. Seu desconforto emocional é um indicador poderoso de que algo está muito errado. Significa que você está fora de harmonia com sua natureza poderosa.

O processo de sucesso ocorre por um constante fluxo de problemas e busca de soluções, novos problemas, busca de soluções, esta é a equação natural da vida. É a única forma que você expande e enriquece, ou você está estagnado.

Você não precisa falar do problema, entender o problema, saber as causas, você pode criar simplesmente outra rede neural, via novas informações mentais. É isto que os visionários fazem intuitivamente. Onde foi, por que foi, quando foi….. é ilusão pensar que sabendo encontrará alívio. Alívio vem da permanência em outro nível de informações e vibrações.

Comece fazendo-se perguntas de qualidade que produzem um movimento perfeito em direção a soluções, como estas:

O que tenho? O que preciso aprimorar? O que já faço bem? O que já sou de positivo? Que recursos tenho a minha disposição? Quem já tem o que quero? Quem são as cinco pessoas prósperas que conheço? Como elas pensam? Que músicas me fazem bem? Que filmes me fazem bem? Qual é a minha roupa que simboliza o que quero transmitir hoje? Que partes eu adoro no meu corpo?

A mudança ocorre quando você muda sobre o que você pensa consistentemente. Quando você se sente privado, desesperado, necessitado, as circunstâncias e pessoas que podem lhe ajudar não conseguem, porque elas estão em outro nível, você não consegue alcançá-las.

Quando você vive no medo, tudo que você quer foge e tudo que você teme chega. Quando você está com medo de não ter os recursos que precisa ou as oportunidades que merece, com informações do tipo não tenho, não consigo, não posso, a única coisa que você alcança é pobreza.

Você não pode sentir-se pobre e vibrar pobre e ser próspero, bem-sucedido. A abundância não pode alcançar você, a não ser que você ofereça vibrações de abundância.

Mas se eu não estou sendo bem-sucedido, como posso ter vibrações de abundância? Claro que é mais fácil manter a vibração da abundãncia quando você a está vivendo, quando ela já está na sua experiência. Você tem que arrumar uma forma de sentir-se excitante e satisfeito com uma imaginação deliberada para liberar esta vibração e alcançar a manifestação real em sua vida. Quando você pede uma coisa e não tem a vibração compatível, você pede o impossível.

Todo mundo quer se sentir bem, mas acredita que tudo em volta tem que ser prazeroso antes para depois se sentirem bem. Então, ficam na espera de algo milagroso, ponha milagre nisso!!!!

A maioria das pessoa se sentem da forma que se sentem de acordo com o que estão observando no momento. Se o que estão observando traz prazer, eles se sentem bem, mas se o que eles observam não traz prazer, se sentem mal. Então, pensam: Primeiro as condições externas têm que mudar, então eu mudarei.

O primeiro passo é começar a procurar pela melhor maneira possível de ver, pela melhor maneira possível de sentir sobre o que você está pondo a sua atenção.

Qual é a melhor maneira de eu ver este acontecimento? Qual é a melhor maneira de eu sentir este acontecimento?

Se o que está ocorrendo não é prazeroso e você acredita que somente tem a habilidade de focar no que está acontecendo, então talvez você espere a vida inteira pelo que quer, porque sua atenção para as coisas que você não quer vai evitar que as coisas que você quer cheguem. Você terá que obrigatoriamente ver a melhor maneira de perceber o que esta acontecendo e voltar sua atenção para aquilo que quer. As coisas que estão chegando na sua vida, estão chegando em resposta as suas vibrações.

Se você está num buffet de comidas o que você escolhe? O que você quer comer ou o que você não quer comer?

Faça o mesmo na sua vida todos os dias.

Read more

Desvendando a autoestima

Um dos enfoques mais usados em livros de autoajuda, livros de liderança, palestras motivacionais, discursos de psicólogos e terapeutas emocionais, médicos e profissionais da saúde em geral, quando querem ajudar seus pacientes e clientes a enfrentar problemas é a indicação de que: Você precisa elevar sua autoestima.

O que é afinal esta tal de autoestima e como trabalhá-la objetivamente?

A autoestima é a relação que as pessoas mantêm consigo mesmas – uma convivência muitas vezes difícil. O conceito diz respeito ao que se pensa de si, os sentimentos que essas opiniões deflagram e seus reflexos nos relacionamentos afetivos, sociais e profissionais. Pesquisadores constatam que pessoas com autoimagem positiva podem ter mais facilidade para fazer boas escolhas, já as que nutrem baixa autoestima são as mais críticas, julgadoras mais rígidas de si mesmas e dos outros, inseguras, hesitam em tomar decisões, temendo a opinião dos outros caso seus supostos pontos fracos sejam descobertos.

A forma como enfrentamos circunstâncias constrangedoras, reagimos às críticas, ao esquecimento ou à rejeição oferece indícios a respeito de nossa autoestima. Muitas pessoas que apenas aparentemente têm autoimagem elevada fazem, na realidade, avaliações instáveis de si mesmas, atribuem a responsabilidade pelos próprios fracassos aos outros, ou às circunstâncias, e não suportam críticas. Temos que estar atentos à diferença entre a imagem frágil e defensiva de si e a alta autoestima autêntica, que não precisa ser elevada o tempo todo, o que é importante é que se mantenha estável diante de eventos adversos. A equação é sutil: a pessoa pode se reconhecer forte, inteligente, interessante ou integrada socialmente e, ao mesmo tempo, admitir que comete erros, deparar-se com inseguranças, temores e incomodar-se com isso. As falhas, porém, não ameaçam o equilíbrio nem são motivo de vergonha, mas um estímulo para questionamentos e aprendizado. O insucesso numa área específica da vida não leva o indivíduo com boa autoestima a se depreciar integralmente e, logo, ele está aberto para mudar por aprimoramento e não por insatisfação e medo.

A autoestima funciona como uma espécie de sistema imunológico da consciência: favorece a capacidade de adaptação ao meio e o bem-estar emocional. Trata-se de uma faculdade de recuperação, nos protege contra as repercussões psicológicas de uma situação crítica e permite recuperação mais rápida e com poucas sequelas emocionais.

A relação satisfatória consigo mesmo parece estar associada a dois comportamentos: Exercitar-se em fazer pequenas superações (que ativa o núcleo accumbes e produz norodrenalina e serotonina); e relativa ausência de monólogos interiores autocentrados – diálogo interno silenciado. Com as técnicas do método do Movimento Perfeito ensinamos a eliminar as crenças limitantes que a pessoa possa ter em relação as suas capacidades e identidade e tomar consciência que um problema numa determinada área não deve ser estendido para outras áreas, criamos uma autoimagem mais fortalecida; e, o mais importante, ajudamos a pessoa a perceber que cada experiência da vida contém uma mensagem positiva a ser decifrada e que, no momento que entendemos o significado e não nos trancamos com julgamentos limitantes, estaremos seguros e em constante e eterno movimento perfeito de tornar-se. Cada dia é um dia de revelação e de expansão e qualquer experiência, uma dose para ensinar a nos amarmos mais e mais até a construção maior da própria autoestima , a construção do seu amor incondicional.

Read more

Educação sem limites

Como você se sente quando alguém critica você? Você se sente com ânimo ou desânimo?
Como você se sente quando sua autocrítica é excessiva? Encorajado ou desmotivado?

A crítica e autocrítica são extremamente limitantes, ao invés de encorajar e motivar a pessoa para novos comportamentos, novas atitudes, derruba o potencial para a mudança. A pessoa fica sem coragem para empreender em si e na vida.
Mas é incrível como as pessoas têm medo de abandonar a autocrítica! “E se eu não me criticar, como eu vou crescer?”. A fonte deste medo é a educação que recebemos com foco nos limites. Limitar para educar é a base que aprendemos para proteger nossos filhos.

“Preciso ensinar o que é certo, bom e correto, limitando, criticando o que é feio, o que é perigoso e o que os outros podem desaprovar. Desta forma, protejo meu filho”. E, assim, crescemos sempre com o medo de poder errar, de poder ser desaprovado e de correr riscos.

Será que esta educação voltada para os limites prepara a mente de uma criança para ser um empreendedor no futuro?

Será que esta educação estimula a criança a desenvolver o melhor de si?
Como estudiosa do cérebro, do efeito das informações na química cerebral e no nosso desenvolvimento mental, sou categórica: a educação com base nos limites é desatualizada e improdutiva. E não estou filosofando.

Estudando o que o medo de errar e o medo da desaprovação provocam no cérebro, sou adepta da educação sem limites. Uma educação que, diante de um comportamento “errado” ou inadequado de uma criança, mantém o foco no potencial do acerto.
É maravilhoso ensinar uma criança a descobrir caminhos melhores e mais saudáveis, sem precisar massacrar com as críticas. Identifique o comportamento inadequado do seu filho e, ao invés de criticar a baixa nota na escola, por exemplo, mostre como fazer melhor.

Diga que você aposta no potencial dele de na próxima vez ser mais eficiente. Aponte soluções, mostre o caminho, vá em busca de suporte ou seja o suporte. Seja o aliado do seu filho: aquele que ajuda nas soluções, aquele que acredita no seu potencial, aquele que aposta no melhor resultado.

É desta forma, que nos tornamos modelo para os nossos filhos; é desta forma, que eles recorrem a nós para ouvir conselhos e dicas; é desta forma, que eles abrem seus corações; e é desta forma, que somos influentes. Quando eles recebem este suporte, têm o ânimo e a motivação para se aprimorarem constantemente. Quando aprendem desde pequenos que estamos juntos para proteger, ensinando como fazer, ser e ter o melhor, eles recorrem a nós pela vida inteira.

Ser aquele que pune, que massacra, que arrasa com a auto-estima, que castiga, é uma forma muito primitiva. No futuro, uma criança que “apanha com excesso de críticas” se torna um adulto com autocrítica intensa. Cientificamente falando, isso é um dos maiores limitadores da felicidade e do sucesso; o caminho para o sentimento da inadequação.

Quando você vende para o seu cérebro: “não sou bom o bastante”, você não ativa o seu potencial de iniciativa, criatividade, persistência e motivação.
Sou adepta da educação sem limites, que defino como aquela que utiliza uma situação negativa, um comportamento negativo, como uma bela oportunidade de mostrar ao filho como fazer melhor. Ao invés de limitar um comportamento inadequado, punindo, criticando, utilize para mostrar um comportamento mais saudável e mais produtivo.

Não confunda o que estou dizendo como ser benevolente, bonzinho, que deixa fazer tudo, que fecha os olhos para os problemas, que não sabe dizer “não” para um filho, porque isto é o oposto do que significa educação – estar sob a influência de uma pessoa de poder que nos ensina a fazer melhor -, e sim um exemplo de fraqueza e de falta de liderança.

Seja um líder para o seu filho. Aquele que inspira e ensina como evoluir, progredir, avançar. Produza um movimento perfeito, ensinando o seu filho a liderar sua vida e seus objetivos.

Read more

Quem melhor vive é quem melhor se entrega

Em entrevista Roberto Marinho disse: “se tive parceiros que me prejudicaram? Algumas vezes, mas não me liguei neles. Sempre prefiro colocar minha atenção nos tantos que me ajudaram chegar onde cheguei”. Isto é a fórmula de sucesso para qualquer área de nossa vida, dar mais ênfase para os acertos e potenciais do que para os erros e insuficiências. E você, está colocando sua atenção aonde?

Em tudo que você coloca a sua atenção, ocorre uma ativação. Você pode estar ativando o melhor ou o pior dos outros, o melhor ou o pior de você e pode estar ativando o melhor ou o pior das situações. O olhar para vida é seu, mas o mais importante é tomar consciência do que este olhar está produzindo. Não podemos experimentar o que não concebemos. Portanto, é muito importante antes de tentar mudar as condições da sua vida, verificar a origem destas condições, que são suas ideias mais pensadas que se transformam em pedidos e, depois, na chegada deles. Você precisa estar ciente disto, porque vai ter que suportar as consequências.
Aquela pessoa que está sempre “com um pé atrás” vai sempre encontrar motivos para estar nesta posição e não é a realidade que é perigosa e sim uma mente potente criando perigos. A polaridade da vida se encontra em todas as situações, lugares e pessoas. O bom e o mal, o certo e o errado, o positivo e o negativo, a questão é: o que você está ativando com a sua atenção?
Pensar no pior, se preocupar, não é definitivamente uma boa estratégia. Estudos avançados demonstram como a química cerebral é produzida quando você foca sua atenção nas possibilidades de problemas, sendo debilitante. Tiram de você as condições ideais para escolhas acertadas, iniciativa, percepção acurada, que são ingredientes essenciais para ser bem sucedido.
Bons negócios, bons parceiros, bons contratos, necessitam muito mais da sua mente bem preparada e focada nos resultados que você quer experimentar, do que na busca de uma avaliação minuciosa da situação externa ou do outro. Aquela pessoa que desconfia para se proteger não consegue, em função do seu estado debilitante químico, capacidades para acertar em suas decisões.
Muitas pessoas escutam histórias de outros que foram enganados ou que se prejudicaram com negócios ou parceiros e acabam acreditando que precisam de uma série de medidas para se proteger, o resultado disto são apenas duas coisas: ficarem estagnadas com medo de investir num futuro incerto ou ficarem tão receosas que seus receios acabam por ativar o que mais temem, as péssimas parcerias.
Para ter bons resultados em seus negócios da vida, prepare bem a sua mente e tudo chegará compatível com este nível que você se encontra. Se você não tem feito ou encontrado com facilidade bons parceiros, a reflexão não é porque o mundo é assim, ou como se proteger dele, e sim porque EU estou produzindo estes resultados. O que EU carrego dentro de mim que ativa estas situações.
Quem melhor vive é quem melhor se entrega. Apostar que o melhor estará a sua disposição e manter independente dos outros a sua entrega ao seu projeto, acaba repercutindo no seu humor, na sua iniciativa, na sua motivação, que vai produzindo uma onda invisível de energia que acaba ativando o que existe de melhor no mundo externo.
Todas as possibilidades estão disponíveis neste Universo infinito de opções, mas na sua vida somente chegará o que você está permitindo chegar com suas ideias, conceitos e foco da sua atenção.
A grande verdade é que somos os construtores do nosso destino e onde colocamos a nossa atenção. Definimos a estrada que vamos percorrer, que pode ser uma estrada bem asfaltada e de fluxo rápido ou uma estrada cheia de obstáculos e difícil de percorrer. Se você quer facilidades na sua vida, terá que construir facilidades na sua mente.

Read more

Você pode ser, ter e fazer tudo o que suas ideias concebem

É muito comum ver mulheres se queixando de serem multitarefas e a pressão que sofrem para serem super-mulheres, mas nós somos desenhadas cerebralmente para sermos super- mulheres. Nós somos super mesmo! Somos totalmente habilitadas para sermos altamente produtivas e lidar com flexibilidade tanto no contexto familiar, como no profissional e social. Temos três habilidades naturais, próprias do cérebro feminino: intuição, empatia e percepção aguçada. E se aprendermos a usá-las, podemos administrar muito bem carreira, filhos, parceiro, vida social, cultural, lazer, espiritualidade, finanças e o que mais tiver nos interessando colocar em nosso foco de atenção.
Mas dá tempo para tudo?
Pode inclusive sobrar o tempo para o ócio, não fazer nada, e ao mesmo tempo ter muitas ideias criativas. O essencial é observarmos as crenças limitantes que possamos estar desenvolvendo ou mesmo repetindo sem consciência, pelo vício de nos queixar, reclamar e se preocupar. Muitas vezes dizemos: “é tudo muito difícil”, “é muita exigência”, “é muita cobrança”… E será que é mesmo? Pode ser que sim, que seu dia-a-dia seja de muitas coisas quase acontecendo ao mesmo tempo.
Agora, enquanto escrevo este artigo, estou no aeroporto esperando meu voo; minha secretária ligando para resolver um assunto doméstico de cupins; minha filha pedindo que envie um e-mail com um texto específico que ela precisa para uma pesquisa; tento passar um blush no meu rosto para melhorar a aparência pálida pela correria do dia inteiro; aprovo um orçamento; me equilibro num salto para me manter nas alturas e escrevo, enquanto fico atenta ao chamado do voo.
Mas muito do nosso estresse se deve às informações automáticas de queixas e preocupações que descarregamos no nosso cérebro e não nos damos conta de que elas reduzem as nossas capacidades naturais de dar conta de tudo com muita maestria. Somos impressionantemente espetaculares! Podemos ser, ter e fazer tudo que nossas ideias concebem.
Suas ideias estão concebendo que você pode administrar sua vida em todos os contextos com sabedoria e facilidade?
Se você for capaz de “blindar” o seu cérebro de informações de baixa qualidade sobre sua vida agitada e multi- atarefada e permitir que suas habilidades naturais de intuição, façam você escolher o caminho mais ágil, sua empatia amenize conflitos e sua percepção aguçada perceba as melhores posturas, você pode se surpreender com o resultado final que é a otimização do seu tempo.
Muitos me perguntam: “mas com a educação dos filhos nesta correria toda, eles não precisam de dedicação intensa?”. Eu acredito que a mais eficiente educação está no modelo de inspiração que você pode ser para o seu filho, do que a quantidade de tempo. Eduquei a minha filha sempre trabalhando e viajando muito, mas minhas atitudes de mulher de bem com a vida, dinâmica, alegre e realizada na minha profissão foram as minhas maiores influências. Do que adianta a presença, se ela for uma presença frustrada, desanimada, crítica ou insatisfeita? Você educa oferecendo recursos e demonstrando através de suas atitudes os seus valores de vida.
A minha proposta como mãe é sempre o que eu posso oferecer e não o que devo limitar. A forma que educo é sendo ou apontando soluções e não me preocupando com o que pode dar errado ou falhar, isto sim, toma muito de nosso tempo e saúde.
O importante é ter um estilo de vida de ser feliz com suas demandas, amar, ter tantas responsabilidades, que você possa ver cada responsabilidade a mais como mais uma habilidade de responder à vida, mais uma forma de expressar sua beleza feminina, sua essência mágica de atravessar as fronteiras do impossível e, assim, ser um modelo a ser admirado e seguido.
Somos capazes, temos todos os recursos e fazemos tudo muito bem. Aprecie-se, aprecie sua vida e sua condição de ser mulher e tudo o que vier será uma oportunidade de demonstrar sua elegância em levar a vida.

Read more