Recentemente novas pesquisas têm demonstrado que cada vez mais a alimentação tem influenciado não somente na prevenção de doenças, mas sim no desenvolvimento psíquico, intelectual e funcional de um órgão, que é o centro de controle do corpo: o cérebro.

O cérebro usa 20% da energia do corpo, pois ele requer constante oxigênio que recebe da corrente sangüínea, e usa aproximadamente 25% do oxigênio inalado. A fisiologia cerebral é bastante complexa e tem o poder de influenciar em tudo que fazemos.

As unidades celulares fundamentais do cérebro são chamadas neurônios.

Neurônios possuem receptores que captam mensagens dos neurotransmissores, químicos no cérebro que transitam entre as células. Esses neurotransmissores são capazes de se ligarem a neurônios receptores e criarem atividades cerebrais especificas.

Uma alimentação balanceada e saudável que atenda as necessidades específicas do cérebro pode ajudar neurônios a alcançar um equilíbrio químico satisfatório.

As células nervosas são compostas de lipídios e por a escolha adequada de determinadas gorduras na alimentação influenciam na manutenção da saúde cerebral.

Podemos citar com exemplo de gordura benéfica que auxilia tanto na função cerebral e saúde cardíaca o ácido graxo ômega 3, que pode ser encontrado nos peixes (cavala, salmão, arenque, sardinha, atum), nozes, óleo de oliva, óleo de semente de linho.

Dicas para auxiliar na criação de um “supercérebro”:

– Consuma peixes, principalmente: cavala, salmão, anchova, atum, arenque, sardinha, no mínimo 3x por semana, pois os mesmo são ótimas fontes de ômega 3;

– Inclua na alimentação alimentos antioxidantes (alimentos “limpadores” dos radicais livres), por exemplo, os carotenóides (encontrados nos alimentos de cor alaranjada, como: laranja, mamão, cenoura), ricos em vitamina C (encontrados nas frutas cítricas e vegetais como: limão, couve e espinafre) e vitamina E (encontrados em sementes e castanhas, como: feijão e óleos vegetais).

– Não deixe de iniciar seu dia com um balanceado e saudável café da manhã, pois o cérebro precisa de calorias e uma taxa de açúcar como combustíveis para um ótimo funcionamento;

– Prefira os grãos e cereais integrais, pois são excelentes fontes de fibras;

– Tenha uma alimentação balanceada, contendo principalmente os seguintes nutrientes:

* Fonte Bibliográfica: Thibault Louise. Alimentar o Cérebro

Um abraço!

ASS ROSALIA

 

Rosalia Schwark
Psicóloga Especialista em Neurociência
Criadora do Método Movimento Perfeito

 

Deixar seu Comentário

Comentar