Você se liga aos fatos?
Dólar em alta, taxa de desemprego em 7,6 , turbulência política e econômica, aumento de impostos, aumento do custo de vida…
Se você se liga aos fatos, os fatos se ligam em você.
Como fica sua motivação, criatividade, disposição, vontade de ousar, alegria de viver, paz de espírito?

Recursos externos escassos necessitam de recursos internos poderosos para realizarmos transformações e sucesso em tempos de crise.

Toda a satisfação interna fica em caos quando anunciamos os perigos da realidade externa.
E então? Ficamos mais preparados e corajosos para enfrentar ou simplesmente sem força e sucumbimos a esta realidade junto a um coro de milhões de descontentes e desesperançados?

Alguns consideram que se ficar fora, se não lutar CONTRA, nada irá mudar. É uma exaustão de críticas, queixas, reclamações que enfraquecem o nosso poder interno.

Estou falando sobre saúde mental e emocional. Como fica nossa saúde para ir em busca da nossa qualidade de vida e nossa prosperidade?
Frágil, descrente, temerosa, gerando um enfraquecimento de nossas defesas naturais. Nos tornamos vítimas deste “ar tóxico”.

Invista numa estratégia de ir a FAVOR de você. Crie sua independência emocional, observe os fatos do mundo externo e crie um sistema de proteção ao seu ânimo. Não se envolva com a crise, dissolva, pensando em SUAS soluções criativas. Exerça a sua musculatura cerebral, proteja o seu órgão mais potente de informações de perigo e crie um espaço mental de sonhos e soluções. Defina uma direção, acelere suas negociações com o mundo de forma mais ousada.

O seu produto, o seu negócio, seja qual for, nunca perderá sua importância no mercado, se você não tirar a importância dele em função de acontecimentos externos.

Venda a SI MESMO o seu melhor se materializando.
Toda a matéria tem início em ondas de energia. Crie uma onda superior, não navegue na média, não navegue com a maioria. Navegar é preciso, então escolha a melhor posição para passar pelas turbulências com mais sabedoria.

Se o que você está fazendo não está dando certo, o que você faz?
Até os ratos são mais rápidos que os humanos. Quando em laboratório, são observados fazendo determinado caminho e, não obtendo o alimento, eles automaticamente tentam outra forma! Qualquer forma, mas não retornam ao caminho que se provou ineficiente.
E nós? O que tendemos a fazer? Buscar rapidamente outra alternativa e nunca mais retornar ao caminho que se demonstrou ineficiente?
Imagina que avanço se fizéssemos isto? Mas nos demoramos, às vezes por anos, até a ficha cair.

Nos repetimos milhares de vezes, sempre achando que está em algo FORA de nós, a barreira que nos impede. Sonhamos, rezamos que a barreira se modifique. Vamos em especialistas conversar sobre estas barreiras. Tomamos pílulas para resistir a elas. Enquanto continuamos usando das mesmas formas de nos comunicar e das mesmas formas de agir. Dizemos a nós mesmo repetidamente “É a crise, é a crise”.
Uma pesquisa demonstrou que levamos em média 02 anos para começarmos a agir em um ambiente insatisfatório. Ficamos por este período nos queixando, reclamando, colocando a culpa no mundo e estagnados na mesma posição.

E você, vai ficar por 02 anos, em média, esperando a crise externa passar?

Aquela riqueza que você quer está próxima de você.
Você inclusive pode enxergá-la com detalhes, mas o que você não percebe é que a estrada é outra. Pare de fazer do mesmo jeito. Mude a rota. Não basta o apenas “não vou desistir”. Não desista, mas dê uma “guinada” em outra direção.

A demora não sinaliza que você não terá acesso.
A demora sinaliza que o acesso não está disponível do jeito que você vem fazendo.
Desperte.
Pare.
Avance, mas de uma nova maneira.
Em tempos de crise, o sucesso não muda de lugar.
Mas você precisa mudar.
Não se ligue aos fatos, se ligue aos sonhos e ouse fazer diferente para fazer a diferença.

 

ASS ROSALIA

 

Rosalia Schwark
Psicóloga Especialista em Neurociência
Criadora do Método Movimento Perfeito

Deixar seu Comentário

Comentar