Hoje a neurociência, a biologia e a física quântica desvendam poderes de nosso mundo interior, o poder de nosso cérebro, o poder de nossas células e o poder da energia de nossos pensamentos.

Tomar consciência destas novas descobertas faz com que possamos usar de forma mais efetiva a nossa capacidade de pensar e, através desta grande capacidade, alterar estados debilitantes de saúde física e mental. Nunca antes na história da humanidade, foi tão provada a nossa capacidade de alterar informações cerebrais, a nossa capacidade de alterar informações celulares e desativar atividades de nossos genes e a nossa capacidade de alterar, através do pensamento dirigido, matérias físicas fora de nosso corpo.

Treine a mente e mude o cérebro, treine a mente e mude informações celulares e genéticas, treine a mente e mude o mundo externo.

A menos de uma década atrás, o dogma do cérebro como uma composição fixa e inalterada foi desafiada. As questões que há séculos intrigavam filósofos e cientistas: o cérebro tem capacidade para mudar? E qual é o poder da mente em mudá-lo? Foram respondidas com um SIM, absolutamente confirmado: o cérebro tem a fantástica capacidade da plasticidade. O conhecimento anterior sustentava que o cérebro teria uma composição fixa, estática em forma e função de modo que ao alcançarmos a vida adulta, estávamos completamente presos ao que tínhamos. Isso não quer dizer que os cientistas não reconheciam que o cérebro passa por algumas mudanças ao longo da vida através do aprendizado e memória, mas mudanças em grande escala, tais como expandir a região responsável por uma função mental em particular, ou alterar a rede que conecta uma região a outra, eram consideradas impossíveis, ou seja, depois de um ferimento sério ou em resposta à insidiosa perda de neurônios observada em doenças neurodegenerativas , não havia nada a fazer.

Nos últimos anos do século XX, alguns neurocientistas desafiaram o paradigma do cérebro adulto não mudar e fizeram descobertas e mais descobertas de que , ao contrário, ele mantém um impressionante poder de neuroplasticidade. Nossas ações podem literalmente expandir ou contrair diferentes regiões do cérebro, a ativação de um neurônio aqui desencadeia a ativação de outro neurônio lá, e isto é um reflexo da vida que levamos.

O cérebro guarda em sua estrutura, as decisões que tomamos, as capacidades que desenvolvemos e as ações que realizamos, ou seja, o cérebro, pode mudar de acordo com os pensamentos que nós temos, com as informações que enviamos e com as ações que realizamos.

Algumas novas descobertas indicam que mudanças no cérebro podem ser geradas por pura atividade mental: simplesmente pensar em cura leva a uma mudança física mensurável no córtex motor do cérebro, e pensar sobre pensamentos de determinadas maneiras pode restaurar a saúde mental.

As últimas descobertas no campo da biologia conduzidas por Bruce Lipton, autoridade internacionalmente reconhecida nesta área, muda de forma radical os conceitos sobre genes e DNA, provando que eles não controlam nossa biologia, que ao contrário, o DNA é controlado por sinais emitidos fora das células, sinais emanados pelos nossos pensamentos negativos e positivos, ou seja, através das mensagens emanadas pelos nossos pensamentos podemos ativar e desativar nossa carga genética.

Não podemos mais alicerçar nossas dificuldades de mudanças às heranças genéticas, foi-se o tempo que culpar os genes era a desculpa para não mudar. Nossas células estão a todo o momento distribuindo para todo o nosso corpo, informações sobre a nossa forma de pensar, e isto está produzindo doenças ou saúde.

A física quântica chega para demonstrar que o não visível é tão ou mais poderoso do que o visível. Aquilo que você não vê, o espaço vazio entre corpos e matérias, é completamente preenchido por ondas vibracionais, formando o campo quântico, ou campo energético, e neste campo, correntes magnéticas produzem a lei da atração. Seu pensamento é a sua comunicação vibracional que irá se conectar com vibrações externas do mesmo valor. Você, através do seu pensamento, é a força magnética de atração ou repulsão. Por isso, você pode entender a sua essência energética entendendo as materializações de sua vida. O que você atrai ou repele fala mais sobre quem você é do que qualquer outro teste ou medida que já tenha sido usada.

E agora, o que você faz com todas estas informações científicas aí de cima???
Se você me perguntasse eu lhe diria: movimente-se de acordo com os avanços da ciência e realize o seu Movimento Perfeito.

Um abraço!

ASS ROSALIA

 

Rosalia Schwark
Psicóloga Especialista em Neurociência
Criadora do Método Movimento Perfeito

 

Deixar seu Comentário

Comentar