A sua história pobre foi…

Conheceu uma pessoa na internet, começaram um relacionamento a distância, depois de seis meses , ele veio para conhecê-la pessoalmente. Tiveram boa sintonia e ela resolveu investir tudo neste relacionamento. Foi morar com ele. Um ano depois tudo desmoronou. Está em depressão. Não tem forças para recomeçar.

Todos nós vivemos cenários nas nossas vidas, eles tem um início cheio de expectativas, depois experiências que podem comprová-las ou não e conclusões que se baseiam em uma INTERPRETAÇÃO que damos para tudo que aconteceu.

Esta interpretação é que determina um final feliz ou infeliz e não os fatos em si. E é neste ingrediente que mora o sofrimento ou a evolução. A pobreza ou a riqueza de qualquer experiência que apostamos em nossas vidas.

Apostar na vida, arriscar é a parte mais empreendedora que temos. Aqueles que não querem correr este risco, são os que nunca ganham riquezas.

Depois vem os desdobramentos de sua aposta e aqui entra a mais importante capacidade: Aprender a não diminuir o seu valor pessoal, independente do que aconteça.

Muitos ficam estagnados no primeiro NÃO do outro ou da vida e não prolongam o final feliz para mais adiante. Vejo que as pessoas bem -sucedidas em qualquer empreitada que dão na vida, continuam a sua história até o seu final feliz. Não deu desta vez, bem… estou mais preparado para a próxima.

Uma vida rica é assim, uma saga em busca do final feliz.
Uma persistência heroica até conquistar o seu SIM.

A sua solução rica foi…

Abrir o próximo capitulo.
A sua história não tinha chegado ao fim.

 

 

ASS ROSALIA

 

Rosalia Schwark
Psicóloga Especialista em Neurociência
Criadora do Método Movimento Perfeito

Deixar seu Comentário

Comentar