É muito comum ver mulheres se queixando de serem multitarefas e a pressão que sofrem para serem super-mulheres, mas nós somos desenhadas cerebralmente para sermos super- mulheres. Nós somos super mesmo! Somos totalmente habilitadas para sermos altamente produtivas e lidar com flexibilidade tanto no contexto familiar, como no profissional e social. Temos três habilidades naturais, próprias do cérebro feminino: intuição, empatia e percepção aguçada. E se aprendermos a usá-las, podemos administrar muito bem carreira, filhos, parceiro, vida social, cultural, lazer, espiritualidade, finanças e o que mais tiver nos interessando colocar em nosso foco de atenção.
Mas dá tempo para tudo?


Pode inclusive sobrar o tempo para o ócio, não fazer nada, e ao mesmo tempo ter muitas ideias criativas. O essencial é observarmos as crenças limitantes que possamos estar desenvolvendo ou mesmo repetindo sem consciência, pelo vício de nos queixar, reclamar e se preocupar. Muitas vezes dizemos: “é tudo muito difícil”, “é muita exigência”, “é muita cobrança”… E será que é mesmo? Pode ser que sim, que seu dia-a-dia seja de muitas coisas quase acontecendo ao mesmo tempo.
Agora, enquanto escrevo este artigo, estou no aeroporto esperando meu voo; minha secretária ligando para resolver um assunto doméstico de cupins; minha filha pedindo que envie um e-mail com um texto específico que ela precisa para uma pesquisa; tento passar um blush no meu rosto para melhorar a aparência pálida pela correria do dia inteiro; aprovo um orçamento; me equilibro num salto para me manter nas alturas e escrevo, enquanto fico atenta ao chamado do voo.
Mas muito do nosso estresse se deve às informações automáticas de queixas e preocupações que descarregamos no nosso cérebro e não nos damos conta de que elas reduzem as nossas capacidades naturais de dar conta de tudo com muita maestria. Somos impressionantemente espetaculares! Podemos ser, ter e fazer tudo que nossas ideias concebem.
Suas ideias estão concebendo que você pode administrar sua vida em todos os contextos com sabedoria e facilidade?
Se você for capaz de “blindar” o seu cérebro de informações de baixa qualidade sobre sua vida agitada e multi- atarefada e permitir que suas habilidades naturais de intuição, façam você escolher o caminho mais ágil, sua empatia amenize conflitos e sua percepção aguçada perceba as melhores posturas, você pode se surpreender com o resultado final que é a otimização do seu tempo.
Muitos me perguntam: “mas com a educação dos filhos nesta correria toda, eles não precisam de dedicação intensa?”. Eu acredito que a mais eficiente educação está no modelo de inspiração que você pode ser para o seu filho, do que a quantidade de tempo. Eduquei a minha filha sempre trabalhando e viajando muito, mas minhas atitudes de mulher de bem com a vida, dinâmica, alegre e realizada na minha profissão foram as minhas maiores influências. Do que adianta a presença, se ela for uma presença frustrada, desanimada, crítica ou insatisfeita? Você educa oferecendo recursos e demonstrando através de suas atitudes os seus valores de vida.
A minha proposta como mãe é sempre o que eu posso oferecer e não o que devo limitar. A forma que educo é sendo ou apontando soluções e não me preocupando com o que pode dar errado ou falhar, isto sim, toma muito de nosso tempo e saúde.
O importante é ter um estilo de vida de ser feliz com suas demandas, amar, ter tantas responsabilidades, que você possa ver cada responsabilidade a mais como mais uma habilidade de responder à vida, mais uma forma de expressar sua beleza feminina, sua essência mágica de atravessar as fronteiras do impossível e, assim, ser um modelo a ser admirado e seguido.
Somos capazes, temos todos os recursos e fazemos tudo muito bem. Aprecie-se, aprecie sua vida e sua condição de ser mulher e tudo o que vier será uma oportunidade de demonstrar sua elegância em levar a vida.

 

ASS ROSALIA

 

Rosalia Schwark
Psicóloga Especialista em Neurociência
Criadora do Método Movimento Perfeito

Deixar seu Comentário

Comentar